Quem aqui já se pegou bocejando em pleno treino pesado de musculação? Eu, várias vezes, abri o bocão entre uma série e outra. Achei engraçado, porque sempre esperamos bocejar quando estamos entediados, parados e, claro, com sono. Não quando estamos na academia, animados e com o corpo acelerado. Mas mesmo no auge do treino, quando o sono está longe, eu já bocejei… hehehe..

Estava lendo esses dias que, quando bocejamos durante um treino ou qualquer outro momento mais agitado, é uma conversa entre cérebro e corpo – um sinal do cérebro tentando acalmar o corpo. Isso de acordo com o Physiology & Behavior, jornal oficial da Sociedade Internacional de Comportamento e Neurociência.

bocejo_

Bocejar não somente aumenta a quantidade de “viagens” de sangue para o cérebro, mas o ar extra do bocejo também reduz a temperatura do sangue que, segundo o co-autor do estudo, o Ph.D. Andrew Gallup. É como se fosse um “ar-condicionado” natural do cérebro. Ele diz que, conforme o corpo esquenta durante os exercícios, o cérebro combate este calor mandando um bocejo – mas a temperatura do corpo não pode estar muito fria nem muito quente. O tipo de exercício também conta. Quando são movimentos vigorosos que pegam grandes músculos, como agachamentos, a temperatura sobe e, como resultado, vem o bocejo. Interessante né?

Beijos!

 

Comentários

comentários