Eu já tinha ouvido falar da ilha de Menorca, mas confesso que foi um dos destinos que mais me animou quando decidimos fazer o cruzeiro no Mediterrâneo. Parada do quinto dia de viagem, de fato Menorca foi um amor à primeira atracagem. Falo isso porque desde o momento em que o navio foi entrando no território da ilha, da varanda do nosso quarto eu e meu marido já sentimos uma energia muito boa.

Segunda maior ilha do arquipélago Baleares, Menorca também é a ilha de águas mais claras e calmas. Isso é o mais apaixonante. Cada praia , um suspiro! Além disso, o lugar é mais calmo e menos badalado que suas vizinhas Maiorca e Ibiza, o que chama a atenção para quem quer curtir com a família.

Quem chega de barco ou avião desembarca na maior cidade da ilha de Menorca, Mahón – ou Maó, em “menorquí”, uma língua deles que é o  desdobramento do catalão padrão, que incorpora algumas palavras herdadas da colonização britânica do século 18. Inclusive a arquitetura do centrinho de Mahón tem o estilo colonial tipicamente britânico, como na imagem abaixo:

 

Como estávamos num cruzeiro, passamos apenas 1 dia em Menorca. Isso só gerou uma vontade imensa de voltar e passar pelo menos uma semana na ilha. Segundo o site Espanha Total, o tempo ideal para curtir o lugar tranquilamente é de 7 a 10 dias. E a época ideal para ir a Menorca é nos meses de julho, agosto (quando fui) e a primeira semana de setembro, para quem quer curtir as praias e nadar nas águas quentes. Fora isso as temperaturas estarão mais baixas para nadar no mar. Dá para tomar sol, aproveitar outras coisas, mas ficar dentro das águas cristalinas fica mais difícil.

Enfim, Menorca foi o lugar que mais gostei nesta viagem. Eu e meu marido já estamos programando voltar para lá com as crianças em algumas férias de julho 🙂

Beijos e boa semana!

Comentários

comentários