Um dos programas que mais gostei na última viagem à Europa foi o passeio de bike em Tarquinia, na Itália, uma cidadezinha de cerca de 15 mil habitantes. Quem me acompanha no Instagram sabe que eu e meu marido Fabricio fizemos um cruzeiro no Mediterrâneo e uma das paradas foi Civitavecchia, o porto marítimo que dá acesso a Roma. Tarquinia faz divisa com Civitavecchia, na região de Lácio.

Tarquinia é uma cidade com traços medievais, o que faz dela muito interessante. Construções e ruínas ainda são mantidas na área que foi originada pelos Etruscos. Por isso é um Patrimônio Mundial da UNESCO na Itália. Os Etruscos foram um povo que viveu na península Itálica, ao sul do rio Arno e ao norte do Tibre, mais ou menos na área equivalente à atual Toscana, com partes do Lácio, Campânia e Úmbria.

Na região da pequena Tarquinia estão as famosas Necrópoles Etruscas, como a Necrópole de Monterozzi, que fica em uma colina. A necrópole tem cerca de 6.000 sepulturas, algumas do século VII a.C. Cerca de 200 das lápides são decoradas com afrescos que representam a vida cotidiana de casas etruscas, um testemunho único desta cultura que não existe mais.

O passeio de bike em Tarquinia foi delicioso pois o grupo da excrursão (cerca de 10 pessoas) saiu pelas ruas da cidade medieval explorando cada ponto, desde a praça central, passando por igreja, residências, comércio, regiões altas com lindas vistas e passando por nossa mente tudo que aconteceu naqueles lugarzinhos intactos, centenas de anos atrás. Foi muito gostoso! Durou apenas 40 minutos, mas valeu por um dia inteiro.

Adoro conhecer esses lugares pitorescos e antigos. Civilizações e culturas que já nem existem mais passaram por ali, isso me fez arrepiar, é muito interessante e engrandecedor.

Beijos!!

 

 

Comentários

comentários